CREA-AM

Atualizado em 05/12/2019 - 17h41

Gestores de atendimento debatem experiência do consumidor e inovação

1º Encontro Nacional dos Gestores de Atendimento ao Público (Engap) foi marcado por uma rodada de palestras sobre experiência do usuário

O último dia do 1º Encontro Nacional dos Gestores de Atendimento ao Público (Engap) foi marcado por uma rodada de palestras sobre experiência do usuário.

Acerca de inovação e criatividade, a psicóloga da Gerência de Planejamento e Gestão (GPG) do Confea, Mariana Oliveira dos Santos, pontuou os motivos pelos quais os serviços prestados pelos Creas precisam ser reinventados para melhor servir ao público. “Precisamos pensar em como inovar o atendimento levando em conta questões como sofisticação dos padrões de consumo e diversificação do processo produtivo”.

Expansão e velocidade do acesso à informação, destaque aos empreendimentos em rede, flexibilização dos modos de organização do trabalho e ênfase em serviços são outras causas para intensificar o foco em atendimento. “Os clientes estão mais exigentes e eles buscam cada vez mais experiência”, completou a palestrante, acentuando que os serviços precisam ter valor agregado, com base na criatividade. 

“Inovar não é apenas mudar, mas é algo que seja ao mesmo tempo novo e reconhecido como valioso, e requer criatividade, aprendizagem, rupturas e sensibilidade”, resumiu Mariana, chamando atenção para o fato de que é o consumidor quem percebe esse valor.

Daí o motivo de a instituição estar focada no cliente. Nesse caso, a empatia para a inovação ganha importância. “Olhar o humano e entender o que é desejável pelas pessoas faz parte do processo”, ressaltou a psicóloga ao explicar que o conceito de Design Thinking ajuda a desenvolver respostas inovadoras e efetivas a partir do fluxo que envolve entender e observar o problema para, assim, idealizar, criar o protótipo e realizar teste da possível solução. 

Relacionamento com o cidadão
Lançando aos gestores a pergunta “por que fazemos atendimento?”, a agente de Apoio ao Planejamento e Comunicação Interna do Crea-PR apresentou o conceito Círculo de Ouro. “Ele abrange o ‘por que, como e o que fazer, ou seja, a causa, a maneira e o produto ou serviço’”, explicou Patrícia Moresco antes de aprofundar o tema “marketing de relacionamento”. 

Nessa estratégia, de acordo com a palestrante, é fundamental considerar os futuros clientes, os que já têm consciência do serviço da instituição, bem como aqueles que escolheram sua empresa. “Quando falamos de marketing de relacionamento, falamos de fidelização e aumento da lucratividade, e isso é, sim, possível e necessário para as instituições públicas”. Para ela, isso pressupõe conhecer, entender, atrair e encantar o cliente. 

“E o que fazer para as pessoas permanecerem conosco por opção?”, questionou na sequência. Em resposta, os gestores disseram que os clientes demandam da empresa “segurança, conhecimento, qualidade, confiança, atenção e empatia”, sendo esses os principais requisitos de fidelização, listados pelo grupo em uma nuvem de palavras online, durante dinâmica realizada por Patrícia. 
O relacionamento com o cidadão também segue essa linha, levando em conta que o “servidor existe para servir” com postura proativa, flexibilidade,  compreensão, humanização e encantamento, como esclareceu a palestrante. “As premissas desse atendimento são entender quem são as pessoas e o que elas precisam, solucionar problemas que realmente existem e criar soluções pertinentes”. 

Lembrando que o conceito de "mundo VUCA" é caracterizado pela volatilidade (volatility), incerteza (uncertainty), complexidade (complexity) e ambiguidade (ambiguity), Patrícia comentou que o atual cliente preza cada vez mais pelo tempo, o que requer atendimento ágil, com facilidades e praticidade.

Mudança de cultura
“Expectativa, atitude e solução” são as máximas do atendimento, como afirmou a palestrante Marilia Silveira na terceira e última apresentação do Engap. De acordo com a facilitadora e estrategista na Elevante, um coletivo de suporte para inovação, “vender ideias e soluções passa por estrategizar relacionamento, com identificação, vínculo emocional e confiança”.

Ao contextualizar o cenário atual de mudanças, a especialista pontuou que a cultura organizacional está deixando de ser top-down, centralizadora, engessada, pautada em crenças limitantes, não criativa e com processos burocráticos e pessoas robotizadas. “A mudança de mentalidade radical abrange relações mais humanas, uma geração preocupada com o sentir, serviços com propósito e valores alinhados”, complementou a fala da palestrante anterior acerca do “mundo VUCA”, recomendando que a estratégia da organização precisa ser desenhada com base nesse conceito. Não confiar em respostas antigas ou óbvias passa a ser imprescindível neste novo momento. Por isso, “questionar é imprescindível”, acrescentou Marilia. Nesse sentido, a transformação moderna da cultura empresarial tem priorizado o comportamento em detrimento das crenças e valores. “São as pessoas que importam”, finalizou a especialista.

Conheça a opinião dos participantes

“O encontro foi produtivo porque trocamos muitas experiências. Poderemos levar para o Crea-RS conhecimentos sobre digitalização de documentos e atendimento por WhatsApp. Vamos tentar implementar algumas iniciativas no setor de atendimento. Queremos começar 2020 com a plataforma digital que permita receber documentos e realizar atendimento, reduzindo assim as chamadas por telefone. Com isso, esperamos economizar material, distribuir melhor as tarefas entre os funcionários, agilizar e dinamizar as atividades, buscando melhorar o atendimento ao cliente” – Marcelo Silva e Silva, chefe do Serviço de Atendimento do Núcleo de Protocolo do Crea-RS.

Balanço
Ao encerrar a agenda, o assessor do Gabinete do Confea, eng. amb. Renato Muzzolon Jr., agradeceu a participação dos gestores dos Conselhos Regionais e adiantou detalhes dos preparativos da edição de 2020. “Percebi que vocês gostaram, mas ainda assim vamos trabalhar para melhorar a programação do próximo ano, terá cinco encontros por videoconferência. Vamos melhorar o atendimento dos Creas e que este seja nosso projeto de instituição!”, incentivou Muzzolon Jr.

Julianna Curado
Equipe de Comunicação do Confea
Fotos: Tauan Alencar/Confea

compartilhar: compartilhar no facebook   compartilhar no twitter



Veja mais

21/02/2020
Curso de Orçamento Prático de Obras Civis abre nova turma
21/02/2020
CREA-AM inaugura inspetoria no município de Manicoré
21/02/2020
Projeto ART em 30 Minutos faz sucesso e inspira outros Crea’s pelo Brasil
21/02/2020
Crea-AM participa da 290ª reunião do Conselho de Administração da Suframa
21/02/2020
Instituto de Ensino Superior oferece curso de pós graduação em Segurança do Trabalho e Engenharia Elétrica
21/02/2020
II Congresso Brasil Norte de Engenharia Sanitária e Ambiental abre inscrições para submissão de trabalhos
20/02/2020
CREA´s atendem legislação e suspendem serviços aos técnicos agrícolas
21/02/2020
ART em 30 minutos, Crea-AM inovando e levando mais tecnologia aos profissionais
20/02/2020
OAB-AM realiza o I Seminário Central de Compras Associativa na próxima quinta-feira
20/02/2020
Engenharia Pública desmistifica a matemática e ajuda os mais carentes